PUBLICIDADE

Colunistas


Fatos 07.12.2019

Sábado, 07/12/2019 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Novos passos

“Ganhamos tração”. A expressão é de um trabalhista que ficou entusiasmado com o evento de final de ano do PDT, realizado quinta-feira à noite, no CTG Lalau Miranda e que marcou o lançamento da pré-candidatura a prefeito de Márcio Patussi. Mais de 500 pessoas participaram dando uma prova de engajamento e  articulação política.  A atividade foi prestigiada pelo presidente estadual Pompeo de Mattos e contou com pedetistas históricos como os ex-prefeitos Airton Dipp e Carlos Armando Salton. Patussi destacou que o grupo está unido em torno de um projeto de esperança e evolução para a cidade. "Um novo caminho está sendo construído a muitas mãos. Respeitamos as conquistas, mas não podemos nos acomodar. Passo Fundo precisa estar mais preparada para aproveitar a retomada econômica", afirmou o vereador. Representantes de PP, PL, Podemos e Avante prestigiaram o ato, indicando  um movimento de unidade em torno das eleições de 2020.

Três presidentes

A BSBIOS de Passo Fundo tem um feito incomparável, além de ser uma das maiores produtoras de biocombustível do Brasil. É uma das poucas no país, única na região Norte do Estado e talvez no RS que conseguiu a visita de três presidentes de diferentes Nações. O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que lançou a pedra fundamental da indústria, em 20 de junho de 2006, o presidente de Honduras, Juan Orlando Hernández, que visitou a empresa em 16 de junho de 2014 para conhecer o projeto de energia renovável, e, na quinta-feira, o presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez,

Presente de Natal

O secretário de Desenvolvimento de Passo Fundo, Carlos Eduardo Lopes da Silva não desiste. É mais do que otimismo. É convicção. Não tem um dia que ele não ligue para todos os departamentos e secretarias possíveis e imagináveis para saber como está o processo da obra do aeroporto Lauro Kortz e lembrar que é preciso mais do que agilidade. O secretário Cadu acredita que ainda há tempo e é possível dar um presente de Natal para Passo Fundo e região, com a liberação do projeto para início das obras. 

Mobilização

É importante deixar bem claro que o município não tem nenhuma responsabilidade com o aeroporto, que é do Estado. No entanto, assim como a Câmara, através do vereador Paulo Neckle, MDB, e entidades empresariais da cidade, nunca se omitiu em fazer mais do que devia para que as coisas andassem. 

O vice

João Pedro Nunes será o candidato a vice na chapa que terá um nome do PSB como candidato a prefeito. Só não será, se não quiser.

Saco sem fundo

Quase R$ 4 bilhões é o valor do Fundo Eleitoral para 2020. PT e PSL vão abocanhar 20% deste total e dividir R$ 730 milhões. Para compor o fundo, as áreas de Saúde e Educação perderam recursos. Da saúde foram R$ 500 milhões. Absolutamente não há lógica nisso tudo.

Quem são

Os partidos que apoiaram a ampliação do Fundo Eleitoral na Comissão: PP, MDB, PTB, PT, PSL, PL, PSD, PSB, Republicanos, PSDB, PDT, DEM e Solidariedade. Esses partidos têm a maioria na Câmara, 430 dos 513 deputados e no Senado,  62 dos 81 senadores.  Os partidos que foram contra o aumento do Fundo: Podemos, Cidadania, PSOL e Novo




Fatos 06.12.2019

Sexta-Feira, 06/12/2019 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Visita histórica

A visita do presidente do Paraguai Mario Abdo Benítez à BSBIOS de Passo Fundo, ontem à tarde, vai ficar para a história da empresa e da cidade. Da mesma forma que é histórico o investimento que a ECB Group está fazendo no país vizinho, como o próprio presidente destacou na coletiva de imprensa. Vai mudar a economia do Paraguai nos próximos dez anos. Antes de falar aos jornalistas, Benítez conheceu a estrutura da empresa e participou de uma rápida reunião com lideranças. O prefeito Luciano Azevedo participou e ficou impressionado positivamente com a preocupação de Benítez com o “fortalecimento das instituições” paraguaias. Segundo Luciano, o presidente do Paraguai insistiu que as instituições e as regras devem estar acima dos governantes, pois são passageiros. E também assegurou que o país tem segurança jurídica para receber investimentos de fora. Por duas vezes convidou o prefeito Luciano para que visite o país. Simplicidade como característica, o presidente paraguaio circulou sem muito aparato de segurança, cumprimentou várias pessoas e se dirigiu aos jornalistas se dizendo admirado com história da indústria e, principalmente, a relação da empresa com os colaboradores.   

Valdo fica

Vereador Valdecir de Moraes reage com indignação em relação a nota publicada ontem pela colunista sobre sua possível saída do PSB. Requereu direito de resposta. Um exagero diante de uma especulação do cenário político. De qualquer forma, Valdo, como é conhecido assegura que não deixará o PSB, partido que o acolheu e “pela admiração e respeito das duas maiores lideranças políticas que esta cidade já produziu: Beto Albuquerque e Luciano Azevedo. Mais adiante na nota que enviou para a coluna diz que: “A minha forte atuação e compromisso com o povo de nossa cidade, com certeza despertou interesse de outros partidos, mas, existe uma diferença gritante em ser procurado e procurar. Nunca procurei outro partido para conversar. Sou, estou e estarei no PSB e ao lado do prefeito Luciano na próxima eleição”. Agora deixou de ser uma conversa no grupo do partido, está registrado.

Mais um capítulo

Ainda sobre o episódio da filiação e lançamento da pré-candidatura de Rodinei Candeia a prefeitura de Passo Fundo, no domingo, dia 8, o presidente da executiva municipal do PSL, Francisco Lupatini, divulgou um vídeo de 21 minutos, nas suas redes sociais, em resposta ao procurador. Lupatini se considera um ativista de redes sociais conservador de direita, que ajudou a eleger Bolsonaro e que, portanto, não se mistura com socialistas e comunistas. Segundo ele, ao convidar Candeia para se filiar ao partido achou que ele comungava do mesmo pensamento. O líder do PSL se defendeu da acusação de que fora afastado do cargo de diretor depois de uma sindicância dizendo que tudo não passou de armação.

Em Bento

O vereador Patric Cavalcanti, DEM, participou ontem da reunião com todos os prefeitos gaúchos no anúncio de recursos que o governo federal vai liberar para a saúde. Foi em Bento Gonçalves, durante a Cúpula do Mercosul. Também aproveitou para fazer contatos junto ao chefe da Casa Civil Onyz Lorenzoni. Acompanhado do administrador do Hospital de Clínicas e vice-presidente da Federação das Santas Casas, Luciney Bohrer, não perdeu a ocasião de fazer o registro ao lado do presidente Bolsonaro.




Fatos 04.12.2019

Quarta-Feira, 04/12/2019 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Divergência sobre evento do PSL

A crise que rachou o PSL nacional entre Bolsonaristas e Bivaristas parece ter reflexos em Passo Fundo. O presidente da executiva provisória do partido, Francisco Lupatini emitiu nota ontem à tarde cancelando o evento de filiação do procurador Rodinei Candeia, programado para este domingo. A nota diz que o evento, que também marcaria o lançamento da pré-candidatura de Candeia a prefeito e a posse da executiva, foi cancelado por “força maior” e será realizado em outra data, em 2020. No entanto, o secretário-geral do PSL no Estado, deputado Ruy Irigaray, não reconheceu a decisão, sob argumento de que não houve convocação na forma do estatuto e nem quorum para a transferência. Por isso resolveu manter a atividade do domingo, só que em outro local, segundo informou o próprio Candeia. Ontem, o diretório nacional do partido confirmou a punição de 18 deputados aliados ao presidente e entre eles estão dois gaúchos: Bino Nunes e Sanderson. Eles foram suspensos da atividade partidária.

Preparação

O Partido Liberal realizou no fim de semana um encontro de capacitação dos pré-candidatos a vereador de Passo Fundo. O evento organizado pela executiva municipal foi coordenado pelo presidente Valdair Gomes de Almeida, que é pré-candidato a prefeito nas eleições de 2020. Quem participou do evento foi o líder da bancada do Partido Liberal na Assembleia Legislativa, Paparico Bacchi participou da atividade. Paparico, aliás, ex-prefeito de São João da Urtiga, tem estado muito próximo de Passo Fundo desde que iniciou o mandato.

Falta S-10

Há mais de uma semana, os postos de combustíveis instalados às margens das rodovias da região de Passo Fundo relatam falta de Diesel S-10. O produto disponível é o Diesel comum S-500, que tem mais enxofre e, portanto, causa mais danos ao motor dos veículos, além de ser mais poluente. Esta não é a primeira vez que os postos ficam sem o combustível no Estado. Neste ano houve, pelo menos, outros dois relatos. O aumento no preço da importação dos derivados de petróleo, a Petrobrás que não consegue atender a demanda interna, a sazonalidade da safra agrícola e até a greve dos petroleiros, que encerrou na semana passada, estão entre as justificativas para o desabastecimento. Isso tudo pode implicar no aumento do combustível em R$ 0,12, segundo revelou um empresário.

Rejeição

As posições individuais das bancadas que formam a Assembleia Legislativa indicam fortemente que o governador Eduardo Leite vai ter que mudar a estratégia para conseguir votar e aprovar o pacote da Reforma Administrativa do Estado. Pressionados por várias categorias dos servidores que estão em greve, os deputados tem se posicionado abertamente contrários aos projetos. O partido Republicanos, aliado do governo, anunciou que não concorda com as mudanças no plano de carreira dos professores e o PDT comunicou que votará contra o pacote. Se a urgência não for retirada, os projetos trancam a pauta a partir do dia 17. Ou podem ser rejeitados ou arquivados com o fim do ano legislativo, que encerra no dia 22 de dezembro.

Abraço

Servidores da Coordenadoria Regional da Saúde realizam hoje uma manifestação em defesa do SUS, com um abraço simbólico no prédio, na Rua Fagundes dos Reis.

Suspensão

A Secretaria da Agricultura suspendeu a aplicação do herbicida 2,4-D no Rio Grande do Sul até 31 de dezembro. A greve dos fiscais agropecuário e o laudo positivo para a contaminação de 92% das amostras analisadas, determinaram a suspensão em atendimento a um pedido do MP.

 




Fatos 04.12.2019

Quarta-Feira, 04/12/2019 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

“Pequeno tirano”

O presidente da executiva municipal do PSL, Francisco Lupatini, foi publicamente desautorizado a cancelar o evento de domingo que vai oficializar a filiação do procurador Rodinei Candeia e lançar a pré-candidatura a prefeito em 2020. Em dois vídeos, distribuídos em grupos de WhatsApp (um na noite de terça e outro na manhã de quarta), Candeia e o secretário geral do PSL no Estado, Ruy Irigaray confirmam o almoço do dia 8, em novo local, no CTG do condomínio Sandri, na Vila Mattos, em frente ao posto da PRE. Segundo o procurador, 400 pessoas estão confirmadas. No primeiro vídeo, Candeia fez graves acusações contra Lupatini. Disse que a atitude do presidente da executiva municipal pode ser interpretada como vingança por ele ter autuado como procurador em processos contra Lupatini, quando este foi afastado do cargo de diretor de escola e respondeu a sindicâncias por abusos que cometeu no exercício do cargo. Candeia disse que tinha esperança de que o tempo tivesse tornado Lupatini uma pessoa mais serena e sensata. “Me enganei redondamente. É apenas mais um pequeno tirano que usa o cargo para o qual foi nomeado para satisfazer seus interesses pessoais”, disse.

Os motivos

Segundo Candeia, Lupatini decidiu cancelar o evento numa reunião da executiva, com apenas quatro membros, sob alegação de que foram convidados socialistas para participar do almoço. “Não podemos radicalizar nossas posições a ponto de rechaçar o convívio educado com as pessoas de nossas relações mesmo de antes da política”, disse o procurador, confirmando que convidou lideranças políticas de outras agremiações partidárias pela amizade que mantém com as mesmas. Candeia também classificou a atitude do presidente da executiva como sectária e autoritária.

Convite

O vídeo seguinte traz a manifestação do secretário de Desenvolvimento e deputado estadual Ruy Irigaray. Ele faz um convite para que filiados participem do ato de domingo e pede união. “Temos visto muitas pessoas falarem em nome do partido e querendo criar confusão no processo. Mas, pessoal, vamos juntos construir e fazer uma grande frente de direita no RS para eleger pessoas do gabarito de Candeia”, disse.

Embaraço público

A repercussão negativa deste embaraço é inevitável e dificilmente os grupos que defendem posturas diferentes dentro do PSL vão se unir em 2020. De um lado, o grupo de Lupatini, defensor do purismo partidário e do distanciamento das lideranças ou partidos de viés ideológico de esquerda ou centro esquerda. De outro, Candeia, como uma visão mais aberta sobre relações político-partidárias. Retrato do que está acontecendo no PSL nacional que tem como pano de fundo a briga pelo comando da sigla.

Resposta

Procurado pela colunista, Lupatini prometeu responder através de vídeo, a ser publicado nas redes sociais.

Resta 1

O PSB, que iniciou a atual legislatura na Câmara com quatro vereadores, poderá encerrar o mandato com apenas um. O primeiro a deixar o partido foi Renato Tiecher, expulso pelo diretório municipal por contrariar orientação na eleição presidencial. O ex-socialista que um dia também foi comunista apoiou Bolsonaro. Os próximos serão Gleison Consalter e Valdecir Ribeiro, o Valdo. Ambos conversam com o PDT, de Márcio Patussi. Saul Spinelli será o responsável por manter a bancada na Câmara e já avisa que não deixa o PSB.

Troca

Quem também deve mudar de sigla (PCdoB), e a promessa para isso já tem um tempo, é Rudi dos Santos. Havia a possibilidade de ir para o DEM, mas o PDT também está na lista do vereador. Todos aguardam a janela partidária, prevista para abril, para fazer as mudanças.




Fatos 03.12.2019

Terça-Feira, 03/12/2019 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Impacto na saúde

A greve na 6ª Coordenadoria Regional de Saúde, com sede em Passo Fundo, afeta o serviço de regulação, responsável por marcação, agendamento de consultas com especialistas e autorizações de internações hospitalares pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Não só isso, também interfere no pagamento das AIHs aos hospitais, pois é de responsabilidade da coordenadoria a conferência do atendimento e o aval para pagamento. Na prática, é por meio da coordenadoria, que a população consegue acesso aos serviços públicos de saúde em diferentes instituições hospitalares. O órgão é responsável ainda pela distribuição de vacinas para a rede municipal e de medicamentos. Os casos de urgência, como a entrega de medicamentos para pacientes em tratamento estão sendo atendidos. A coordenadoria de Passo Fundo é tida como modelo no Estado pelo alto nível dos profissionais que nela atuam (são cerca de 80). Além de ser a maior em abrangência, com 62 municípios sob sua responsabilidade.

Consequências

Uma das conseqüências da greve é aumentar a fila de espera por consultas com especialistas. Dentro do critério de emergência, a regulação é feita apenas para oncologia e cárdio. O mesmo se aplica para internações hospitalares. Quem estava esperando por uma AIH, vai ter que esperar mais um pouquinho. O Hospital São Vicente de Paulo ainda não mediu o impacto da greve. Por enquanto toda a prestação de serviço está dentro do normal.

Fim da urgência

Os servidores da saúde se somam ao movimento de outras categorias contra o Pacote de Reforma Administrativa do governador Eduardo Leite. Querem a retirada do regime de urgência que impõe à Assembleia um tempo muito curto para debater a proposta e alertam para perdas salariais se os projetos forem aprovados. A pressão ganha força entre deputados aliados. Além do MDB, também PSB, PP e o mais recente ex-aliado, PSL, defendem o fim da urgência.

Entrelinhas

Nas letrinhas miúdas das propostas, os servidores da saúde identificaram ainda a tentativa de retirar direitos constitucionais consolidados, como a proibir assembleias da categoria.

Só conversa?

PSDB conversa com DEM, com PSD e com o PP. Estaria surgindo uma nova frente para 2020?

Na rota

O Jornal do Comércio publicou ontem o seu Anuário de Investimentos do RS em 2019. Feito a partir de reportagens publicadas pelo jornal e com dados confirmados na Secretaria de Desenvolvimento, o jornal levantou cerca de 100 aportes anunciados, em execução ou inaugurados ao longo deste ano, em mais de 50 cidades e identificou que houve uma elevação nos aportes, na ordem de 40%. Os investimentos cresceram de R$ 22,2 bilhões em 2018, para R$ 31,2 bilhões neste ano. Passo Fundo aparece em dois momentos. O primeiro é com a previsão de investimento de R$ 44 milhões na obra do aeroporto. O segundo é com investimento de R$ 20 milhões ReiterLog na instalação do CD da Aurora.

Não é brincadeira, não!

Na semana passada, as declarações do novo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, causou espanto pelo despropério. Alçado ao cargo para defender as políticas públicas dos negros, ele defendeu o fim do movimento, afirmando que “a escravidão foi terrível, mas benéfica para os descendentes.” E quando a gente imagina que já viu tudo e que, por favor, já deu para o ano, o novo presidente da Funarte, Dante Mantovani, sai com essa: "O rock ativa a droga que ativa o sexo que ativa a indústria do aborto. A indústria do aborto por sua vez alimenta uma coisa muito mais pesada que é o satanismo. O próprio John Lennon disse que fez um pacto com o diabo".  E a cereja do bolo: “Os Beatles foram invenção socialista para fazer garotas abortarem”.  Repulsa é a palavra mais adequada para definir um sentimento. Termina 2019, por favor!






PUBLICIDADE