PUBLICIDADE

Colunistas


Fatos 22.12.2018

Sábado, 22/12/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

UPF e as readequações

A Universidade de Passo Fundo entra 2019 dando ênfase ao seu plano de reestruturação acadêmico-financeiro, iniciado no último semestre deste ano, a partir da nova gestão da Reitoria, que tem a frente a professora Bernadete Maria Dalmolin.  Uma das medidas é colocar em execução um novo modelo de orçamento, já prevendo uma redução de R$ 40 milhões no próximo exercício. O Plano de Desligamento Incentivado teve adesão de 83 colaboradores, sendo 43 professores e 40 funcionários. A Instituição terá um novo ciclo do PDI, a partir de janeiro, reduzindo o tempo de serviço para 10 anos. As medidas, e são várias, buscam adequar a dimensão estrutural e de pessoal à nova realidade da Instituição; Mitigar significativamente a dívida e consolidar a sustentabilidade econômica e financeira institucional; Qualificar os processos de ensino, de produção do conhecimento e de engajamento comunitário ao nível de excelência acadêmica. O relatório detalhado de todas as medidas adotadas até agora e das que serão daqui para frente foi apresentado na última reunião do Consun – Conselho Universitário.  A UPF trilha o mesmo caminho de outras grandes instituições do país, readequando-se a nova realidade, sem perder a característica genuína do seu papel comunitário.

MP se manifesta

O Ministério Público manifestou-se sobre as circunstâncias em que uma postagem no site do órgão foi publicada esta semana, indicando prioridade no conteúdo para o Jornal Zero Hora. Segundo a nota, houve ataque ao sistema que já estão sendo devidamente apuradas pela Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicação da Instituição e acompanhadas pelo setor de investigações, cujas conclusões permitirão a avaliação sobre a responsabilidade, inclusive no âmbito criminal, dos atos praticados pelos envolvidos.

Reduz violência

O levantamento da Secretaria da Educação, através do Programa Comissões Internas de Prevenção de Acidentes e Violência Escolar (Cipave), demonstra que na comparação do último semestre de 2017 e do segundo de 2018, o número de casos totais de violência nas instituições de ensino diminuiu de 20.698 para 13.276, o que representa uma redução de 35,9%. Além disso, os casos de bullying também diminuíram. No mesmo período, as ocorrências passaram de 2.452 para 1.192, o que significa uma diminuição de 55,5%. A pesquisa foi feita com 1.003 escolas nos três últimos semestres e está disponível no site da Cipave.

2022

A colunista se passou nos anos eleitorais, no tópico sobre o futuro do prefeito Luciano Azevedo. Os vôos maiores a que o prefeito Luciano pode alçar, inclusive participando de majoritária, é para 2022 e não 2020 como o publicado. Um atendo leitor puxou a orelha e está aí a correção.

Campanha

No Twitter Ana Amélia Lemos, PP, disse que o último discurso na tribuna do Senado não foi uma despedida! “Foi um até breve. Quatro anos passam muito rápido! Estou preparando a campanha de 2022”. Ana Amélia assumirá a Secretaria de Relações Federativas e Internacionais no governo de Eduardo Leite.

Leitura no Natal

Eu desejo um Natal iluminado para todos. Cheio de paz, amor, fraternidade. Mas também desejo que, quem estiver de folga nestes dias, aproveite para ler um livro (um bom livro), assistir a um bom filme e escutar música de qualidade para arejar a cabeça.  Conhecimento, conhecimento, conhecimento e abaixo a ignorância.  2018 imbatível neste quesito.

 

 

 

 

 




Fatos 21.12.2018

Sexta-Feira, 21/12/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Pressionado a ficar

O PSB pressiona para que o prefeito Luciano Azevedo permaneça no partido. Desde que anunciou seu licenciamento da sigla, há cerca de dez dias, Luciano tem recebido telefonemas e mensagens de vereadores, prefeitos e deputados pedindo que não deixe a legenda. Além do estímulo para que permaneça, são dezenas de convites para que visite municípios de todo o Estado e fale sobre a gestão de Passo Fundo. Nesta terça-feira, o presidente estadual do PSB, José Stédile, telefonou para o prefeito e fez um apelo para que não tome uma decisão antes de ouvi-lo. Stédile deve vir a Passo Fundo depois do Natal, com toda a direção do PSB estadual. Embora o caminho natural seja a candidatura de Luciano a deputado federal, muitas vozes no partido entendem que o prefeito pode alçar voos maiores na eleição de 2022, inclusive compondo uma chapa majoritária.

Novo endereço

Agência do IBGE de Passo Fundo está em novo endereço: Saiu da Benjamin Constant e passa a atender na Antônio Araújo, 1058, em três salas do nono andar.  O IBGE ficou 13 anos na área central, mas a falta de acessibilidade e a dificuldade para estacionamento foram determinantes na mudança de endereço.

Políticas Públicas

A Campanha da Fraternidade de 2019 pretende provocar uma reflexão do cidadão em relação a sua participação na política além da eleição: Fraternidade e Políticas Públicas. Segundo o Arcebispo Dom Rodolfo Weber, a sociedade precisa saber que existem outras formas de participação nas políticas públicas. Nove seminários serão realizados durante a campanha.

Chefe da Polícia

O governador eleito, Eduardo Leite, anunciou a delegada Nadine Farias Anflor para chefiar a Polícia Civil no Rio Grande do Sul. Natural de Getúlio Vargas, ela será a primeira mulher a chefiar a PC gaúcha. Nadine cursou Direito na UPF e, por aproximadamente dois anos, estagiou no escritório do Dr. Dárcio Vieira Marques em Passo Fundo. Outros nomes do governo de Eduardo Leite: Secretário da Segurança: Delegado Ranolfo (vice eleito); Comando da Brigada Militar: Mário Ikeda; IGP: Heloísa Helena Kuser; Chefe da Casa Militar: Júlio Cesar Rocha Lopes.

Cargos

Executivo esclarece quanto ao projeto de novos cargos aprovados pela Câmara. Extinguiram os quatro cargos da Passotur, que não existe mais, e transformaram em dois, sem geração de novas despesas.

 

 

 




Fatos 20.12.2018

Quinta-Feira, 20/12/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Rebuliço
Se alguém pensou que o ano estava terminando mais tranqüilo, ledo engano. A quarta-feira teve altos e baixos e foi de grandes emoções. A decisão do Ministro Marco Aurélio de Mello determinando soltura de presos condenados em segunda instância causou um rebuliço no meio jurídico e aventou a possibilidade de liberdade para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Durou pouco. À noite, atendendo a um recurso da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, o presidente do STF derrubou a liminar e empurrou para 10 de abril a decisão definitiva para o caso. Será a quarta vez que a corte se reúne para decidir sobre prisão em segunda instância. O último resultado expôs a divisão do Supremo: 5 x 6. Divisão que se estende para as interpretações de juristas e delegados de polícia. Ficou claro que, se fosse mantida, alguns juízes não cumpririam a liminar.


Licença
O vereador Saul Spinelli deve se licenciar do PSB nos próximos dias. Votou contra o projeto do Executivo que criou três novos cargos e lamentou falta de diálogo. Vai atuar como vereador independente até decidir o futuro.

 

Doação
Beto Albuquerque reforça trabalho em prol de doadores de medula. Conversou esta semana com os alunos formandos, na escola de formação da BM em Esteio, sobre o cadastro e doação. “Encontramos disposição e solidariedade nestes jovens que irão para as ruas em julho proteger os gaúchos. São mais de 2 mil em formação no RS. Em março voltarei com o Hemocentro para cadastrá-los no registro nacional de doadores de medula, REDOME”.

Extraordinária
Como de praxe, a Câmara de Vereadores deixa para a última hora a votação de projetos. Não venceu a pauta de ontem e vai realizar extraordinária hoje. É um sem sentido que não muda.




Fatos 19.12.2018

Quarta-Feira, 19/12/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Prova de fogo

A capacidade de articulação, diálogo e abertura para implantar no governo ideias e projetos de outras correntes, foi determinante para que o governador Eduardo Leite conquistasse deputados da oposição (PT e PCdoB) a votar favoráveis ao projeto que garante majoração das alíquotas do ICMS por mais dois anos. Foram 40 votos a 10, um resultado completamente diferente do obtido pelo atual governador José Ivo Sartori em 2015, um apertado resultado de 27 a 26. O fato de Eduardo Leite ter procurado pessoalmente os parlamentares e demonstrar disposição ao diálogo contribuiu para as decisões O PT já havia manifestado apoio, condicionando uma pauta. Ontem, antes da votação foi a vez do PCdoB colocar na mesa uma proposta de construção de projetos para o Estado. O deputado Juliano Roso assegurou que a  possibilidade de o partido apresentar sugestões e a capacidade de diálogo do novo governador pesou muito. “Importante salientar que não iremos ocupar cargos no governo, diferentemente  de outras forças políticas”, disse.  Ao aprovar a matéria com folga na Assembleia, Leite passa por importante prova de fogo.

Os partidos acabaram

O experiente jornalista Gustavo Mota, que atua na Assembleia Legislativa e é filiado ao MDB desabafou ontem na sua conta do Twitter, sintetizando um sentimento que tem sido comum entre analistas e políticos: “Na campanha, briguei com meio mundo na defesa da reeleição de Sartori. Tenho que pedir desculpas a todos. Se era pra continuar no governo, mesmo não ganhando, teria me estressado menos. Me entregado menos. Eles ficam com os cargos. A gente com os princípios. Os partidos acabaram”.  Os partidos viraram a mesma coisa ou ficaram todos iguais, como queiram.

Diplomação

O Tribunal Regional Eleitoral realiza hoje a diplomação dos candidatos eleitos no pleito de 2018. O evento acontece na Casa da Música da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre (OSPA), no Centro Administrativo Fernando Ferrari. Serão diplomados os eleitos para os cargos majoritários: Eduardo Leite (governador), Ranolfo Vieira Júnior (vice-governador), Luiz Carlos Heinze (senador) e Paulo Paim (senador); e para os cargos proporcionais: deputados estaduais e federais.

Posse

O Palácio do Planalto estima que a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no dia 1º de janeiro, terá entre 250 mil e 500 mil pessoas na Esplanada dos Ministérios. Ao longo da Esplanada, haverá quatro pontos de revista pessoal. A Esplanada contará com postos médicos, pontos de água, banheiros e telões. Vendedores ambulantes serão proibidos.

Privilégio da notícia

A Associação dos Diários do Interior deve se manifestar, assim como fizeram outros veículos de comunicação, sobre privilégio dado pelo Ministério Público Estadual ao jornal Zero Hora, em informação que seria de interesse público. A notícia sobre a condenação inédita no Estado,  entrou no ar na página do MP com um alerta no título - (Esperar ZH dar). Segundo o Portal Coletiva.net, a gafe evidencia um sistema interno de comunicação que há na equipe do órgão.

 




18.12.2018

Terça-Feira, 18/12/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

MDB, PR e PSB

Os três partidos, MDB, PSB e PR, integrarão a base do futuro governo de Eduardo Leite, PSDB. O argumento de que o projeto para resolver a crise do Estado está acima de tudo, pode até parecer nobre, mas não é o que move a maioria das lideranças detentoras da decisão. Partidos políticos precisam sobreviver no atual sistema e só sobrevivem se estiverem no poder. Estar no poder significa distribuir cargos aos companheiros, mantenedores da base eleitoral. Este é o círculo vicioso já impregnado no consciente político brasileiro. Quem ousar contestar ou enfrentar este sistema fica alijado do processo. Qual o interesse do PSB em apoiar Eduardo Leite, (já que na eleição esteve com José Ivo Sartori), senão ocupar cargos? O presidente estadual José Stédile não se reelegeu deputado federal e está cotado para assumir a secretaria de Obras. Os socialistas também negociam a Emater, Cetran e uma diretoria no Case. A decisão foi tomada pela executiva e contraria posição do vice-presidente Beto Albuquerque e o grupo que lhe apóia. O MDB também aprovou integrar o governo de Leite. Vai levar a secretaria de Transporte e outros cargos.

Tarde

Associação de Moradores do Centro, através do presidente José Rodrigo, solicitou que a Câmara de Vereadores cumpra, imediatamente, os apontamentos do Tribunal de Contas, que determinam ajustes no número de CCs. O pedido chegou tarde porque ontem os vereadores aprovaram a extinção de 20 cargos em comissão, só que valendo para a próxima Legislatura. Há 12 anos, o TCE vem apontando discrepância entre o número de CCs e o de servidores efetivos. A economia, a partir de 2021 será de R$ 1,4 milhão ano. Mas, só a partir de 2021.

Reeleito 

Iradir Pietroski é reconduzido à presidência do TCE-RS. Os conselheiros Estilac Xavier e Cezar Miola também foram reeleitos 1º e 2º vice-presidentes, respectivamente. Os cargos de ouvidor e corregedor seguirão sendo ocupados pelos conselheiros Pedro Figueiredo e Marco Peixoto, enquanto as presidências da 1ª e 2ª Câmaras também continuarão sob a responsabilidade dos conselheiros Alexandre Postal e Algir Lorenzon.

Novidade

O Ministério de Relações Exteriores confirmou, por meio de nota, que os chefes de Estado de Cuba e Venezuela foram "desconvidados" para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro, em 1º de janeiro. Mais uma novidade na transição. Desconvite: ato de enviar um convite e depois anulá-lo.

 

Diplomação

Governador eleito Eduardo Leite (PSDB) será diplomado na quarta-feira, às 17h, no Teatro da Ospa, no Centro Administrativo Fernando Ferrari.

Desabafo

Político conhecido desabafa: “Esse negócio ta tão desmoralizado, que um partido disputa a eleição, perde e se junto ao ganhador em troca de cargo”.

 

 

 






PUBLICIDADE