PUBLICIDADE

Colunistas


Fatos 20.04.2018

Sexta-Feira, 20/04/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Os números

Primeiro, foi o vereador Gabriel Toson, PSD, que se opôs ao reajuste oferecido aos servidores da Câmara (2,84%) o mesmo dos demais servidores do quadro geral do Executivo. Defende um índice maior e acha que é possível, argumentando a independência entre os poderes. Agora, o vereador Mateus Wesp, PSDB, apresenta uma emenda para assegurar 3,5% de reajuste, a partir do congelamento dos subsídios dos vereadores. Dificilmente a proposta passe pelo Plenário, porque o histórico da Câmara é de acompanhar o índice do Executivo. Atualmente a Câmara tem 31 servidores concursados e 86 CCs. Do quadro efetivo, nenhum recebe o salário base, que é de R$ 1,5 mil. O Servidor da Câmara tem um vale alimentação no valor de R$ 48,95 por dia trabalhado, o que no fim do mês pode chegar a quase R$ 900. Também tem direito a fazer curso superior com subsídio integral do Legislativo. Hoje, são cinco os servidores que recebem este benefício. Depois de concluído o curso superior, eles ainda têm direito a um bônus salarial pela formação, que pode ser em qualquer área. Além disso tem as garantias asseguradas em lei como triênios, quinquênios, FGs incorporadas e licenças prêmio que podem ser vendidas. Os dados aqui colocados podem ser acessados por qualquer cidadão no portal transparência da Câmara. Lá, inclusive, estão os valores percebidos por cada servidor.

Impacto

Atualmente a Câmara consome R$ 1,120 milhão com folha de pagamento mensal (incluindo quadro efetivo, CCs, vereadores e todos os encargos). Isso equivale a R$ 13,5 milhões ano. Com o reajuste de 2,84% para todos, o impacto será de 13,830 milhões ano, pouco mais de R$ 300 mil em relação ao que vem sendo praticado. Caso a emenda do vereador Wesp prospere, congelando os subsídios dos vereadores e dando 3,5% aos servidores, o impacto seria de R$ 13,790 mil, R$ 40 mil a menos no ano. A questão é: por que os servidores da Câmara receberão um índice maior do que o servidor do Executivo? O Legislativo vai arriscar quebrar o parâmetro que segue há anos? Me parece que a decisão está mais no viés político do que financeiro, considerando que a economia que se faz entre um índice e outro é praticamente irrisório.

Leão

Além disso, alguns servidores começaram a fazer bem as suas contas e no fundo, o que receberão a mais terão que pagar em Imposto de Renda. Triste realidade de todos os cidadãos brasileiros, engolidos pela ferocidade do leão. A sessão de segunda-feira vai pegar fogo....

Observador

O juiz Dalmir Franklin foi indicado pela Associação dos Juízes para a Democracia (AJD) a integrar comitiva que vai acompanhar as eleições na Venezuela como observador internacional. Dalmir também integra o Observatório da Democracia em Passo Fundo. As eleições venezuelanas ocorrem no dia 20 de maio. Serão eleitos Presidente da República, Conselhos Legislativos Estaduais e de Câmaras Municipais.




Fatos 19.04.2018

Quinta-Feira, 19/04/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Até o fim  

O ex-deputado Beto Albuquerque vai disputar internamente a candidatura ao senado com o mais recente filiado ao partido, José Fortunati. “Nunca conquistei nada sem luta! Nunca precisei atropelar ninguém para chegar onde cheguei. Sou candidato a Senador do PSB-RS desde 2014 o que só foi interrompido em razão da morte de Eduardo Campos. Sigo neste propósito com a certeza de que posso vencer a eleição e aumentar a presença socialista no Senado Federal”, disse. Para ele, quem quer eleger um Senador não tem dois candidatos. Beto espera que o Diretório Estadual do PSB, no dia 05 de maio tenha inteligência e independência para escolher quem ele quer como candidato. Lembra que os encontros regionais já mostraram a sua vontade quando reivindicou ser candidato.

Comemorando

Paulo Dutra completa 43 anos de serviços prestados à Prefeitura de Passo Fundo. De serviço público, se contabilizar o período em que esteve no Fórum, são 48 anos dedicados. Paulo é exemplo de profissional competente e dedicado. Passou por administrações de vários partidos políticos sem mudar a conduta técnica que sempre pautou sua atuação. Incansável, não pensa em parar tão cedo. Motivo para comemoração.

Nota 10

Inaugura nesta sexta-feira a reforma da Delegacia de Pronto Atendimento, que está localizada no conhecido ‘elefante branco’. O prédio foi construído há cerca de 20 anos e nunca foi acabado pelo governo, embora todas as promessas feitas. Amanhã, a DPPA estará reformada para melhor acolher os policiais que trabalham no local e atender ao público da forma mais digna possível. O que se fez não é fruto de milagre, mas sim de vontade. O delegado regional Adroaldo Schenkel, ao lado de seus colegas delegados e policiais buscou alternativas para viabilizar o projeto. Mostrou que é possível e fez muito com muito pouco.

Dívida

Auditores fiscais e especialistas de quatro Estados participam na próxima segunda-feira de audiência pública para tratar da Auditoria da Dívida dos Estados com a União. O evento ocorre na segunda-feira, 23, às 18h no Plenarinho. A discussão foi proposta pelo deputado Juliano Roso (PCdoB), por meio da Comissão de Assuntos Municipais. “Queremos discutir a legitimidade desta dívida. Precisamos fazer uma auditoria e verificar o que é de fato o valor do montante inicial e distinguir a quantia que representam os juros e correções. Não podemos continuar assinando cheques em branco ao governo federal”, defende.

Ranking

A Comercial Zaffari de Passo Fundo aparece na 4ª posição do ranking de desempenho divulgado pela Agas na terça-feira à noite. A comercial faturou mais de R$ 620 milhões em 2017, nas suas 19 lojas e 1,7 mil funcionários.  

 

 

 

 




Fatos 18.04.2018

Quarta-Feira, 18/04/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Um gigante na São Cristóvão
Entre o primeiro e o segundo turno das eleições gerais no Brasil, Passo Fundo estará inaugurando o maior shopping do interior do Estado: o Passo Fundo Shopping. A inauguração será no dia 17 de outubro e no dia seguinte, 18, abertura para o público. Um empreendimento de R$ 200 milhões que vai mudar o Bairro São Cristóvão, fortalecer uma das características da economia de Passo Fundo, e atrair consumidores de um raio superior a 1 milhão de pessoas. Os corajosos investidores do empreendimento atravessaram uma das piores crises do país, sem desistir do projeto. Do lançamento até a inauguração, pequenos ajustes foram feitos, apenas de ordem organizacional na parte interna da edificação. O Shopping foi construído para durar 50 anos. Portanto, daqui a seis ou sete anos, se o negócio prosperar como os investidores imaginam, o terreno está preparado para a ampliação. Além da área do shopping existem outros empreendimentos paralelos que crescem no entorno. Serão construídas 20 torres de apartamentos e um condomínio horizontal, um hotel, que deve iniciar a obra em breve. A expectativa é de que mais de 10 mil pessoas passem a morar ao redor. O anúncio da data da inauguração e detalhes do empreendimento foi feito ontem durante uma coletiva à imprensa.


Infraestrutura
A prefeitura de Passo Fundo deve promover mudanças na infraestrutura logística da região. E estas alterações passam por debates com a comunidade. O objetivo é facilitar o acesso ao shopping, sem que consumidores de Carazinho, por exemplo, tenham que passar pelo centro da cidade ou dar uma enorme volta até chegar ao local. A intenção é usar uma das vias (São Roque ou rua da Brigada Militar) como um acesso direto à perimetral leste. Um dos investidores, o empresário Antônio Roso, assegura que as alterações na infraestrutura devem estar prontas até a inauguração. O vice-prefeito João Pedro Nunes, PMDB, concordou.

 

Filiado ao PSD
Aceitando o convite feito pelo vice-governador do Estado, José Cairoli, o professor e advogado José Carlos Carles de Souza, assinou ficha no PSD. A lista com as novas filiações de todos os partidos foi divulgada ontem pela Justiça Eleitoral. Reitor da UPF, no segundo mandato, o professor José Carlos também preside o Comung, Consórcio das Universidades Comunitárias Gaúchas. Em Brasília desde ontem, o reitor participa de seminário na Câmara dos Deputados para falar sobre Educação Superior e Desenvolvimento Regional.

 

Correção
Faço a devida correção para uma barberagem publicada ontem pela colunista . O governador José Ivo Sartori não vai renunciar ao cargo, mas apenas se licenciar da função para disputar a reeleição. Se renunciasse, não poderia retornar depois do processo eleitoral para encerrar o mandato.


Como deve ser
Senador Aécio Neves virá réu na Lava Jato por corrupção passiva e tentativa de obstruir a Justiça. Decisão da 1ª turma do STF.




Fatos 17.04.2018

Terça-Feira, 17/04/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Rápidas e objetivas
* A 1ª turma do STF decide hoje se aceita a denúncia contra o senador Aécio Neves, PSDB. Se levar em consideração que foi a 1ª Turma do STF que determinou recolhimento noturno a ele, em 2017, expectativa é de que aceite a denuncia.
* PGR reforçou pedido para que STF aceite denúncia contra o senador tucano.
* Aldo Rebelo, ex-PCdoB, ex-PSB, agora é pré-candidato à presidência pelo Solidariedade. Sem comentários.
* TSE divulga hoje relação de políticos que mudaram de sigla ou ingressaram em partidos visando as eleições deste ano.

 

Renúncia
Notícia dada ontem pelo Correio do Povo: Sartori vai renunciar ao cargo de governador, em julho, para concorrer a reeleição. O vice-governador Paulo Cairolli disputar as eleições em outro cargo eletivo e assumirá o governo até o fim do mandato. Provável que a dobradinha se repita.

 

Eleição aberta
Número de eleitores indecisos, apontado pela última pesquisa DataFolha e que dizem votar em branco ou nulo, deixa uma campanha presidencial completamente aberta. Espaço para muitos candidatos crescerem, desde que mostrem ao que vieram. O país precisa de propostas concretas, comprometimento e honestidade.


Ressarcimento 
A 1ª Câmara Especial do Tribunal de Contas do Estado determinou que o ex-presidente da Câmara de Vereadores de David Canabarro, Gilmar Moreschi, deverá ressarcir aos cofres públicos a quantia de R$ 138.615,00. O débito é referente a irregularidades na aquisição de um terreno para construção da nova sede do Legislativo Municipal. A decisão não é definitiva, cabendo recursos ao Tribunal a partir da publicação no Diário Eletrônico do TCE-RS. O Tribunal também fixou multa no valor de mil reais, por inobservância às normas constitucionais e legais reguladoras da gestão administrativa.




Fatos 14 e 15.04.2018

Sábado, 14/04/2018 às 06:00, por Zulmara Izabel Colussi

Troca de partido

Um em cada seis congressistas mudou de partido nos últimos 30 dias. Levantamento foi divulgado na sexta-feira pelo Portal Congresso em Foco, ao revelar que ao menos 88 deputados e 4 senadores ingressaram em nova sigla para disputar as eleições. O maior perdedor deste processo foi o MDB, do presidente Michel Temer. Na outra ponta, o que mais recebeu novos filiados foi o DEM, de Rodrigo Maia. O MDB, segundo o Portal, registrou uma em cada cinco saídas partidárias. Obviamente que a dança das cadeiras tem a ver com o desespero pela reeleição e garantia de foro privilegiado.  O MDB perdeu 19 e o DEM ganhou 13 parlamentares. Muitos dos politicos que migraram de um partido para outro estão nas garras de operações como Lava Jato ou investigados em denúncias de corrupção.  Há também aqueles que querem garantir maior tempo de campanha na disputa das chapas majoritárias.  Com ingresso de oito parlamentares no PSL de Jair Bolsonaro, o pré-candidato à Presidência consegue garantir, pelo menos, participação nos debates eleitorais.

Aplicativo

Vereador Dalla Lana, PTB, está sugerindo que o município adote a Área Azul digital, como já ocorre em muitas cidades do país. O sistema funciona por meio de aplicativo, pelo qual o motorista paga o valor do estacionamento. Em São Paulo também existe outra possibilidade a da raspadinha. Boa sugestão para aperfeiçoar o rotativo. É cada vezz mais difícil conseguir vaga na área central e já está ficando complicado fora dela.

Reajuste

Os servidores da Câmara de Vereadores devem receber o mesmo reajuste salarial dado ao quadro do Executivo: 2,84%. O vereador Gabriel Toson, PSD, tentou que fosse maior, pelo menos 3,5%, abaixo ainda da reivindicação da categoria que queria 5%. Toson alega que como os orçamentos são diferentes e os Poderes independentes, a Câmara poderia ter dado um índice maior. Prevaleceu a regra histórica de dar o mesmo índice do quadro geral.

Eu estava lá

Em 1994, quando a Câmara de Vereadores aprovou em votação histórica o horário livre do comércio, esta jornalista estava lá. Cobriu, pelo jornal O Nacional uma das mais tensas sessões do Legislativo, depois de sucessivas discussões e reuniões não menos pesadas. O município foi um dos primeiros e poucos do Estado a estabelecer, em lei, a liberdade de horário para o comércio. Assunto que hoje, também, é polêmica em outras cidades, como Erechim, que não conseguiu aprovar o projeto.

 

 

 




PUBLICIDADE


PUBLICIDADE