PUBLICIDADE

Cultura


Cultura popular equatoriana na programação

Publicada em: 16/07/2018 - 08:00

Grupo do Equador confirma presença no XIV Festival Internacional de Folclore de Passo Fundo

Cultura popular equatoriana na programação

Grupo Folclórico Yawarkanchik vem da cidade de Cuenca

Crédito: Divulgação

O XIV Festival Internacional de Folclore de Passo Fundo, que neste ano acontece de 17 a 25 de agosto, é promovido pela Prefeitura de Passo Fundo e a Associação de Organizações de Festivais Folclóricos do Rio Grande do Sul (AOFFERS), com aprovação do Ministério da Cultura, através da Lei Rouanet. Nesta edição, o Equador estará presente no evento através do Grupo Folclórico Yawarkanchik – Dança Festiva, Mestiça e Afro do Equador, que vem da cidade de Cuenca.

Grupo Folclórico Yawarkanchik

É de conhecimento geral no Equador que a cultura popular festiva é elemento primordial para manter a memória coletiva dos povos andinos, kichwas, afros e mestiços. Sua interpretação e representação para o palco prescinde de um exaustivo trabalho de pesquisa antropológica e  corporal, o que permite entender no âmbito urbano os elementos de identidade que  estão presentes nas comunidades indígenas, mestiças e afros do Equador.

Sob esta perspectiva nasceu a iniciativa de colocar à disposição da cidade de Cuenca, no Equador, e também do mundo, o Grupo Folclórico Yawakanchik, que conjuga a construção de identidades equatorianas. Chamam assim, de identidade, porque o Equador é uma mistura, união, intersecção, sincretismo, superposição, de vários sangues como Inca, Canhari, Palta, India, Afro, Ocidental. E, por isso, são sangue mestiço, como dizia o escritor Jorge Icaza.  É desta forma, levando em consideração a pluralidade identitária de seus povos, que Yawarkanchik representa as tradições festivas do Equador.

Atualmente, o grupo conta com 30 bailarinos  e um diretor geral, todos com experiência em festivais no Equador e em nível internacional, e trabalha com o Grupo de Música Folclórica Takiwan Música, também da cidade de Cuenca. O grupo tem a direção geral do licenciado Juan Pablo Morocho, profissional com trajetória de 15 anos fazendo danças no Equador. 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



PUBLICIDADE