PUBLICIDADE

Esporte


Atletas da UPF competem em prova de triathlon neste sábado

Publicada em: 13/12/2018 - 18:00

O participantes irão encarar 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida

Atletas da UPF competem em prova de triathlon neste sábado

Tiago Perez e Ricardo Rosa encaram a prova do Fodaxman Extreme Triathlon

Crédito: Divulgação

A Serra do Rio do Rastro, em Santa Catarina, será um dos cenários para uma das provas mais desafiadoras de Ironman: o Fodaxman Extreme Triathlon. Os 50 ultra-atletas participantes, dentre eles, os atletas da Universidade de Passo Fundo (UPF) Tiago Perez e Ricardo Rosa, irão encarar 3,8 km de natação, 180 km de ciclismo e 42 km de corrida em uma altimetria acumulada de 4,9 mil metros durante as três disciplinas, com inclinações de 23% de elevação e temperaturas que variam de 5°C a 35°C. A disputa acontece no próximo sábado, 15 de dezembro.
 
A natação, na Barragem São Bento, em Siderópolis, inicia às 5h, com orientação luminosa e wetsuit liberado. Em seguida, os triatletas pedalam por 180 km de ciclismo, que contam com 3.650 metros de altimetria e passam pela bela e desafiadora Serra do Rio do Rastro. Depois, eles terão pela frente  42 km de corrida, com 1.250 metros de elevação. A chegada será no topo do Morro da Igreja, em Urubici, a 1.818 metros acima do nível do mar.
 
Perez está confiante para o evento. “Comecei a me preparar desde o momento em que soube que havia sido escolhido para o desafio mais duro da América do Sul. Com certeza, é uma das provas de triathlon mais difíceis do mundo. Será um dia épico, para fechar com chave de ouro o meu grande ano de 2018. Desde já, agradeço aos meus apoiadores e patrocinadores, a meus familiares e amigos que acreditam em meu potencial, me acompanham ao longo da jornada e torcem pelo meu êxito”, comenta.
 
O sentimento de confiança também é compartilhado por Rosa. “Sábado é o dia do desconhecido. Foram 4 meses de treino. De 15 a 20 horas semanais de treino. Várias viagens à serra de Bento Gonçalves pra treinar. Tudo isso para tentar minimizar as dificuldades. Vai ser o maior desafio da minha vida, mas estarei com uma equipe de apoio de 10 pessoas, dentre eles meus pais, minha namorada e amigos, que devem providenciar mantimentos e me acompanhar durante o dia todo. Será uma energia surreal. Ninguém me obrigou a participar desse desafio, vou porque quero e por isso vou me divertir com eles e respeitar a prova, mas nunca perdendo o astral de um grande dia e de poder performar junto aos que mais amo”, relata.

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE