PUBLICIDADE

Esporte


Clássico regional no Capinguí

Publicada em: 11/09/2019 - 08:00

Passo Fundo Futsal enfrenta a AMF de Marau

Nesta quarta-feira tem clássico regional de futsal no Ginásio Capinguí. Às 19h15, o Passo Fundo Futsal enfrentará a AMF de Marau. Será mais um jogo atrasado pela Liga Gaúcha. O Passo Fundo Futsal / Fasurgs / Valtra Razera ocupa a terceira colocação no campeonato, mesmo com três jogos a menos do que os adversários. Até agora, soma 19 pontos em nove jogos. Na última rodada o PFF enfrentaria a ASIS, mas a partida foi cancelada pela falta de condições da quadra.

 

Clássico
A expectativa é grande em relação ao clássico regional. Assim, há uma previsão de casa cheia. Também será uma noite para reencontrar o capitão Nuno, campeão da Série Prata de 2018 pelo PFF, que assumiu como novo técnico da AMF. Os ingressos para o clássico já estão à disposição dos conselheiros para retirada na secretaria do clube, junto ao Ginásio Capinguí. Para o público estarão a venda por R$ 10 no mesmo local.

 

Equipe
O técnico do PFF, Juninho, entende que “um clássico, sempre é especial. A equipe de Marau vem motivada com treinador novo, com bons jogadores”, avalia. Na terça-feira, havia dúvida sobre os nomes a serem relacionados para o confronto com a AMF. É a situação de Rafinha, que não estava à disposição no último fim de semana. Já Dilvo, que estava apto para atuar em Ibirubá, fará o seu retorno com uma proteção no braço. Segundo Juninho, a presença do torcedor será fundamental para que o PFF siga subindo de posições na tabela de classificação. “Nós retornamos e conseguimos essa condição de subir na tabela. Temos um retorno importante, um grupo muito forte. Com todos esses ingredientes, precisamos do torcedor junto com a gente para continuar subindo e mirando as primeiras posições”, completou o técnico.

 

AMF
A Associação Marauense de Futsal – AMF começou a semana anunciando três contratações. Com o encerramento do prazo de inscrições na Liga Gaúcha, a equipe buscou reforços e confirmou novidades na temporada 2019. O primeiro veio do Paraná: Matheus Batista, fixo/ala que estava na APAF de Paranaguá. O segundo nome é Gabi, ala que é revelação local. O outro é Anderson Tatim, que atua como fixo/ala.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



PUBLICIDADE