PUBLICIDADE

Geral


Cadeira de rodas de baixo custo é desenvolvida por acadêmico

Publicada em: 13/12/2018 - 17:24

Protótipo foi apresentado durante o Trabalho de Conclusão de Curso da Engenharia Mecânica/UPF, em 2018

Cadeira de rodas de baixo custo é desenvolvida por acadêmico

Crédito: Divulgação

Conhecimento que promove a solidariedade! É com esse objetivo que o acadêmico do curso de Engenharia Mecânica da Universidade de Passo Fundo (UPF) Luis Henrique Pinheiro da Silva apresentou, no dia 22 de novembro, o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), denominado Protótipo de cadeira de rodas automatizada de baixo custo utilizando tubos de PVC. 
 
Conforme o estudante, a pesquisa teve como objetivo o desenvolvimento de um protótipo de cadeira de rodas automatizada de baixo custo com estrutura adaptada para pessoas adultas, ou seja, capaz de resistir a grandes solicitações. “A ideia surgiu da união entre conhecimento e solidariedade, utilizando os conhecimentos da engenharia em prol da tecnologia assistiva”, disse. 
 
Natural de Cruz Alta, o acadêmico conta que o projeto foi desenvolvido e então construído um protótipo para testagem e obtenção dos resultados. “Pretendo dar seguimento à pesquisa para realizar as melhorias necessárias, uma vez que o protótipo apresentou um comportamento satisfatório, o que significa que vale a pena continuar trabalhando no projeto”, destacou.
 
O trabalho foi orientado pelo professor Dr. Carlos Edmundo de Abreu e Lima Ipar, que explicou que o projeto de Pinheiro é uma adaptação de um projeto americano de cadeira de rodas automatizada de baixo custo para crianças, com a diferença de que este também pode ser utilizado por adultos. “Profissionalmente, o estudante desenvolveu diversas habilidades, principalmente por se tratar da nacionalização de um projeto internacional e pelo fato de que alguns componentes não são disponibilizados no Brasil. Praticamente tudo teve que ser redimensionado, e o aluno aplicou todo o conhecimento adquirido nos diferentes níveis do curso de Engenharia Mecânica, viabilizando a construção de um protótipo confiável e acessível a uma maior parcela da população”, disse. 
 
Ainda conforme o orientador, o objetivo final é elaborar e disponibilizar gratuitamente um manual de construção da cadeira de rodas, para que todas as pessoas que necessitem desse tipo de tecnologia possam ter acesso a ela com um custo acessível e de maneira tecnicamente confiável. “Esse tipo de trabalho desperta nos estudantes a empatia e sensibiliza a família, colegas e amigos, principalmente quando todos compreendem que, por meio de seu trabalho, podem transformar o mundo em um lugar melhor para todos”, observou Ipar. 
 
O acadêmico está atuando na área de segurança do trabalho na empresa Innovativa SST e pretende dar continuidade à pesquisa. “A experiência de desenvolver esse projeto foi gratificante. Chegar ao final dele com um resultado tão satisfatório faz com que o esforço tenha valido muito. A área de tecnologia assistiva também tornou o projeto mais interessante ainda, pois utilizar o nosso conhecimento para tornar melhor a vida de alguém é uma oportunidade única. Acredito que sempre que pudermos pensar no nosso próximo, devemos considerar isso”, ressaltou Silva.

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE