PUBLICIDADE

Cidade


Tropeirismo é o tema dos Festejos deste ano

Publicada em: 14/09/2018 - 11:00

O tropeirismo era uma atividade que se desenvolvida nos campos sulinos desde o final do século XVII

Tropeirismo é o tema dos Festejos deste ano

Crédito: Arquivo/PMPF

Os Festejos Farroupilhas deste ano em Passo Fundo, que foram abertos oficialmente no dia 2 de setembro com a solenidade de fusão do Fogo Simbólico com a Chama Crioula, ocorrida no Parque de Rodeios da Roselândia, têm como tema o Tropeirismo. Tema este que estará presentes nas atividades realizadas nas entidades e também na 26ª Mostra da Cultura Gaúcha, que acontece no dia 20 de setembro, a partir das 9h.

 

A escolha do tropeirismo como tema deste ano se deu para referenciar a atividade dos tropeiros, os condutores de tropas ou comitivas de muares e cavalos entre as regiões de produção e os centros consumidores do Brasil. O tropeirismo era uma atividade que se desenvolvida nos campos sulinos desde o final do século XVII, como forma de fornecimento de gado para abate e para transporte, especialmente para a mineira. Os tropeiros reuniam o gado solto em invernadas e os conduziam às feiras de Sorocaba, em São Paulo. De lá o gado era vendido para outros tropeiros que os conduziam para as regiões das minas.

 

Esta é a história que deverá ser contada pelas entidades que participarão da Mostra da Cultura Gaúcha. Com o título de “Tropeirismo – de 1857 aos dias de hoje”, devem passar pela avenida Sete de Setembro no próximo dia 20, 15 alas compostas por integrantes dessas entidades. Dessa forma, o objetivo é homenagear aqueles que muito contribuíram na formação do Rio Grande do Sul e por consequência na construção econômica e social de Passo Fundo.

 

Veja como vai ser o desfile

1ª ala – O primeiro tropeiro: Cristóvão Pereira de Abreu
Entidade responsável: GCT Cavaleiros do Planalto Médio

2ª ala – O modo de vida dos tropeiros: vestimenta, comida, bebida
Entidade responsável: CTG Moacyr da Motta Fortes

3ª ala – Os poucos e sesteadas dos tropeiros
Entidade responsável: Trovadores

4ª ala – A dança dos tropeiros: do bailar Biriva às danças tradicionais
Entidade responsável: CTG Tropel de Caudilhos

5ª ala – O tropeirismo na fundação de vilas e povoados e abertura de estradas
Entidade responsável: CTG Lalau Miranda

6ª ala – Os tropeiros e o comércio e a economia
Entidade responsável: CTG Estância Nova

7ª ala – As tropas (gado, mulas, perus), os arreios e suas utilidades
Entidade responsável: CTG Amigos da Tradição

8ª ala – Os tropeiros, as estâncias e a importância do charque
Entidade responsável: DT Juvenil

9ª ala – Passo Fundo no caminho das tropas (Pousos no Boqueirão, arroio Lava Pés de boa aguada, chafariz da Mãe Preta)
Entidade responsável: CTG Dom Luiz Felipe de Nadal

10ª ala – Passo Fundo no caminho das tropas (Avenida do Comércio, corredor do comércio)
Entidade responsável: DT Simpasso

11ª ala – Passo Fundo no caminho das tropas (O shopping Center)
Entidade responsável: CTG Eduardo Müller

12ª ala – Passo Fundo no caminho das tropas (Redução Jesuítica Santa Tereza)
Entidade responsável: CTG Fagundes dos Reis

13ª ala – Passo Fundo no caminho das tropas (Travessia do rio Passo Fundo e a reserva indígena Mato Castelhano)
Entidade responsável: GCT Cavaleiros do Mercosul

14ª ala – Tropeiros: quem eram. Os caminhos das tropas
Entidade responsável: CTG Osório Porto e União Campeira

15ª ala – Danças de integração
Entidade responsável: Departamento Artístico da 7ª Região

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



PUBLICIDADE