PUBLICIDADE

Cidade


Programa Escola de Hackers forma novos alunos

Publicada em: 29/11/2018 - 16:00

Entre todas as escolas participantes, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Leão Nunes de Castro ganhou o troféu de destaque pelo desempenho

Programa Escola de Hackers forma novos alunos

Crédito: Divulgação

Desde 2014 estudantes da rede municipal de ensino participam do programa Escola de Hackers, que surgiu como uma iniciativa inédita no Brasil de ensino de programação de computadores e robótica nas escolas. Nesta quinta-feira (29), novos alunos se formaram pela iniciativa, que tem o objetivo de formar hackers, ou seja, pessoas que desenvolvem habilidades e técnicas em qualquer área, sendo movidas pela criatividade para melhorar o mundo com sua atuação.

A formatura foi realizada na Universidade de Passo Fundo (UPF), onde os alunos receberam a entrega de certificados e medalhas. Entre todas as escolas participantes, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Leão Nunes de Castro ganhou o troféu de destaque pelo desempenho e diversos requisitos avaliados. Já a distinção de melhor hacker foi para a estudante Ana Carolina Kunz Durante, da Escola Municipal de Ensino Fundamental Arno Otto Kiehl. 

O Escola de Hackers é um programa de governo da Prefeitura de Passo Fundo em parceria com a UPF. Pelo município, a coordenação é da Coordenadoria de Inovações Educacionais da Secretaria de Educação, através do Núcleo de Tecnologia. De acordo com a coordenadora, a professora Dra. Ivânia Campigotto Aquino, o programa “é estimadamente relevante para a rede municipal de ensino de Passo Fundo, uma vez que desejamos educar os alunos para o pensar, para o raciocínio lógico. A aprendizagem que eles constroem em programação de computadores, no projeto, auxilia-os a conquistarem melhores resultados nas disciplinas do ano escolar em que se encontram”. Já pela UPF, a coordenação é do professor Me. Evandro Munis Viapiana, do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Instituto de Ciências Exatas e Geociências, que conta com uma equipe de extensionistas e estagiários. 

O objetivo
O programa tem a intenção de oportunizar um espaço para o desenvolvimento de competências na área de programação de computadores e de raciocínio lógico-matemático para estudantes de escolas municipais. Entre seus objetivos, busca criar alternativas de utilização para os laboratórios de informática das escolas públicas, proporcionar atividades que visam o desenvolvimento de processos criativos, sistemáticos e colaborativos de aprendizagem e, por fim, fomentar o interesse em torno das áreas de informática e matemática.

As modalidades
O Programa, que nasceu com a Escola de Hackers para alunos do ensino fundamental (do 6º ao 9º ano), apresenta dois desdobramentos: o Berçário de Hackers, voltados para crianças da educação infantil (de 5 e 6 anos), a fim de trabalhar com noções básicas de lógica de programação; e a Escola de Hackers Avançada, criada para os participantes que obtiveram destaque na Escola de Hackers, com foco em desenvolver habilidades na área de robótica. Além disso, o programa também tem a modalidade da Academia White Hat, voltada para a terceira idade.

Imagens Relacionadas

Clique nas imagens para ampliá-las.

PUBLICIDADE



PUBLICIDADE