PUBLICIDADE

Cidade


Papai Noel tem casa em Passo Fundo

Publicada em: 07/12/2018 - 09:00

São inúmeros enfeites natalinos, feitos a mão, que colorem a casa de uma moradora do bairro Boqueirão

Papai Noel tem casa em Passo Fundo

Enfeites são produzidos a mão pela moradora

Crédito: Gerson Lopes/ON

Há pelo menos 20 anos, Sandra Ferlin enfeita a sua casa em Passo Fundo com detalhes que remetem a data mais festiva do ano. São renas, arranjos, guirlandas, gnomos, enfeites de pelúcia, e Papais Noéis subindo pelas árvores, além de claro, muitas luzes espalhadas pela casa e jardim. A inspiração para isto veio da avó, que sempre amou a data. “Eu nasci aqui, mas com dois anos eu fui morar no Rio de Janeiro e fui criada pela minha avó. Sexto andar de um prédio. Lá tinham aqueles postes de luz enormes, que eram entrelaçados com luzes. Então eu sempre escutava músicas natalinas e ficava admirando essa paisagem. Ai que minha paixão pelo Natal começou”, contou.


A tradição da família é que até o dia 20 de novembro, toda a casa já esteja enfeitada. Apenas para tirar os enfeites do sótão, são dois dias de trabalho. Com a ajuda do marido, Sandra começa a preparação duas semanas antes, para deixar tudo organizado para a tradição da família. Mas às vezes o mau tempo pode atrapalhar os planos. “Eu sempre tento manter essa tradição que vem há anos da família. Esse ano choveu bastante e nós terminamos semana passada. Eu tenho muito cuidado com as luzes, só ligo elas nesses dias secos, para não causar estragos”, explica.
A grande maioria dos enfeites é artesanal, produzidos pela própria Sandra. Pelos cálculos, ao longo dos anos, o investimento já deve ter ultrapassado os R$10 mil. “Eu produzo a maioria, mas é claro, às vezes eu ando pelo centro, e se vejo alguma coisa que me interessa eu compro. Nunca parei para contar quantos são, acho que me perderia. Eu sempre fui começando aos poucos, mas quero investir mais. Meu cantinho preferido é a da árvore. Foram três ano para montar ela, porque é toda preenchida com gnomos importados que eu comprei nesse tempo. Ela é diferente e especial”, ressalta Sandra. A internet também é outra inspiração para os trabalhos de Sandra.

 

O trabalho sempre foi feito pelo amor e tradição da própria família, mas com o tempo foi servindo de inspiração para outras pessoas. “Eu faço isso para mim mesma, nunca achei que fosse chamar a atenção das pessoas. Geralmente são as crianças que ficam mais encantadas, então isso me motivou bastante. Eu adoro ver o sorriso e o encanto das crianças, porque eu também fui criança e eu também acreditava”, disse. Sandra ainda brinca que quando sua filha era pequena, morria de medo do bom velinho, “eu tentava falar para ela que Papai Noel não era tão feio assim, que não era mal, e depois quando ela foi crescendo ela perdeu o medo e passou a gostar também. Eu gosto da reação das crianças”.

 

Independentemente se for a época de Natal, Sandra explica que sua casa sempre está bem iluminada. ”A minha casa acabou incentivando muitas outras casas que agora arrumam, colocam algum enfeite na janela. Essa também passou a ser minha motivação. A luz é uma fonte de energia, as luzes chamam energias boas, quando as pessoas olham e ficam encantadas com essas luzinhas, eu acredito que se está chamando energia boa”, disse.

 

A véspera de natal, no dia 24 de dezembro, também é muito preciosa na casa da família. Eles se reúnem no local enfeitado para celebrar o espírito natalino. “A vida da gente e nosso dia-a-dia é tão agitado, passamos por diversos problemas o ano inteiro e eu acredito que o Natal venha trazer essa paz e tranquilidade. Eu acredito que o natal seja o amor, a união de todos os filhos do mundo. É a época onde todos perdem perdão, todos se ajudam, todos ficam unidos em uma só causa. Até hoje, o Natal é o nascimento de Jesus, que foi ele que nos salvou. Eu sempre acabo chorando. É muito importante aquela confraternização, a troca de sorrisos e as pessoas fazendo as pazes. Eu sempre gostei mesmo, eu sou apaixonada desde criança”, finaliza Sandra.


Agora, o sonho de Sandra é ter um ateliê, para poder montar os enfeites e também vender um pouco do seu trabalho.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE



PUBLICIDADE